Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2017

CONTACTOS

STEC
NOTÍCIAS DE IMPRENSA
SINDICATO DOS TRABALHADORES DA CGD RELACIONA RESPOSTA DE PORTAS COM PERÍODO ELEITORAL
2014-05-21
RTP NOTÍCIAS

Sandra Henriques
21 Mai, 2014, 12:40 /
atualizado em 21 Mai, 2014, 12:42

O Sindicato dos Trabalhadores das Empresas do Grupo Caixa Geral de Depósitos acredita que o vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, descartou a hipótese de privatização da Caixa por ter consciência de que seria nefasto para o Governo assumir essa opção neste período de campanha eleitoral.

“Uma resposta surpreendente na medida em que este Governo desde a primeira hora em que entrou – e o Dr. Paulo Portas já lá estava – uma das suas decisões ou intenções foi precisamente a venda da Caixa Geral de Depósitos. É muito estranho que o Dr. Paulo Portas venha falar disso como se fosse alguma coisa da nossa imaginação”, refere à Antena 1 o sindicalista João Lopes.
 

O membro do Sindicato dos Trabalhadores das Empresas do Grupo CGD acrescenta que “mais parece a palavra de um político que desde o irrevogável temos de acreditar nele o que temos de acreditar e deve ser entendido nesse contexto”.


“Acreditamos que o Governo não esteja interessado, porque tem a consciência de que o anúncio público dessa situação é lesivo dos seus interesses em termos eleitorais”, salienta.


Ouça a entrevista

TopoIr para lista